Talvez esta minha grande dor, 
Não seja mais do que um certo amor néscio. 
Com palavras não adormecidas, deixadas no interior, 
Subestimando os meus sentimentos, criando um temor, 
Que se vai enraizado, neste doloroso silêncio.


António Almeida

Sem comentários: